5 cidades inovadoras usando tecnologia para reduzir o uso de energia

A alta poluição, a escassez de energia e o esgotamento dos recursos naturais fizeram com que muitas das principais áreas metropolitanas do mundo repensassem o uso de energia. 

Já pensou não ter que pensar no pagamento de fatura atrasada com CPF e ter um consumo consciente? 

Os líderes da cidade estão fazendo parceria com empresas de energia, grupos ambientais, desenvolvedores de tecnologia e engenheiros para desenvolver estratégias para reduzir o consumo de energia.

Ao mesmo tempo, criam ambientes urbanos mais limpos, embora grande parte do mundo ainda tenha um longo caminho a percorrer para desfazer os efeitos das pegadas de carbono das cidades no planeta.

Mesmo assim, os líderes em grandes cidades estão desenvolvendo estratégias inovadoras para fornecer energia elétrica, água potável, transporte ecológico e operações eficientes.

Vamos dar uma olhada no que as principais cidades do mundo estão fazendo para reduzir o uso de energia.

1. Boston, MA

A Renew Boston Initiative colocou a cidade entre a elite energética mundial. 

Implantaram programas comunitários e firmaram parcerias com empresas de serviços públicos locais para reduzir o consumo de energia.

Boston substituiu as luzes de rua padrão por LEDs. Seu objetivo básico é confiar inteiramente em sistemas de energia renovável, produzidos pelo homem e totalmente orgânicos.

2. Reykjavik, Islândia

A maioria dos especialistas coloca Reykjavik, na Islândia, no topo da lista das cidades mais eficientes do mundo.

 Reykjavik se beneficia de hidrelétricas renováveis ​​e usinas geotérmicas espalhadas por toda a cidade. 

Soluções de eficiência energética como essas fornecem água quente, calor e muita energia elétrica para uma população de mais de 120.000 habitantes. 

O aquecimento ambiente e a água quente vêm da central geotérmica de Nesjavellir. Tudo isso faz parte de uma iniciativa sem combustíveis fósseis de 2050, que também inclui ônibus movidos a hidrogênio.

3. Malmo, Suécia

Malmo experimentou uma redução de 25% no consumo de combustível fóssil nos últimos anos. 

A cidade também transformou um antigo estaleiro em um complexo habitacional para mais de 10.000 pessoas. 

As instalações são alimentadas por energia eólica, solar e hídrica. 

Além disso, eles estão fazendo planos para melhorar os serviços de gestão de resíduos, reduzir a dependência do transporte por meio do compartilhamento de carros e reduzir o consumo de eletricidade com tecnologias solares.

4. Vancouver, Canadá

Seis anos atrás, Vancouver divulgou seus planos para uma grande reforma energética em toda a cidade. 

O objetivo era se tornar a cidade com maior eficiência energética do mundo até 2020, e eles estão no caminho certo. 

Como Reykjavik, Vancouver depende da hidroeletricidade para abastecer 90% de suas propriedades residenciais e comerciais. 

O que torna Vancouver única é como muitos de seus cidadãos usam bicicletas e caronas para trabalhar. 

A cidade até fez concessões para os passageiros, adicionando mais de 250 milhas de ciclovias e áreas específicas onde os motoristas podem estacionar e compartilhar o trajeto.

5. Londres, Inglaterra

Como a cidade de Nova York, Londres costuma ser criticada por ser uma cidade contaminada pela poluição. 

Tudo isso mudou em 2005, quando a cidade lançou uma campanha de limpeza por meio de seu famoso Plano de Ação para Mudanças Climáticas. No centro do plano está a eficiência doméstica. 

Atualmente, Londres tem 10 dos 25 parques eólicos offshore totalmente operacionais. Londres também tem uma das leis fiscais e penalidades mais rígidas para automóveis movidos a combustível.