Como se tornar um Programador Back-end

A carreira de Desenvolvedor Web Back-end está em alta e com tendências de crescimento continuado por muitos anos.

A razão é simples: mais a mais empresas e pessoas estão no mundo digital, que exige investimentos mais complexos e eficientes para se traduzirem em resultados intuitivos e mais simples para os usuários.

As pessoas querem sites, blogs e redes sociais cada vez mais interativas com seus próprios scripts de uso – e são muito exigentes a respeito disso: um blog tem poucos segundos para fazer um usuário ficar nele, navegar e consumir seu conteúdo.

Nesse contexto, existe muito mercado para atuar e conquistar. Porém, é preciso conhecer os passos de como se tornar um programador Back-end e estar preparado para atuar com qualidade e ser bem sucedido.

O que é um Desenvolvedor Back-end?

São os desenvolvedores que trabalham com a programação no lado do servidor, ao contrário do desenvolvedor front-end que trabalha na programação do que vai interagir com os usuários.

O programador back-end precisa trabalha com muita eficiência na performance internas das aplicações web, e constantemente e em sintonia com os desenvolvedores front-end para que estes desenvolvam a partir as lógicas que funcionam nos servidores.

O desenvolvedor back-end não cuida apenas da funcionalidade e do desempenho das aplicações web, mas também da velocidade.

O desenvolvedor back-end deve ter um grande conhecimento de banco de dados

Esse conhecimento é fundamental no universo de trabalho de um desenvolvedor back-end, pois as aplicações web exigem o armazenamento de uma grande quantidade e variedade de informações – por exemplo, publicações e comentários em uma rede social.

Um desenvolvedor back-end deve conhecer os diversos tipos de servidor e as linguagens, principalmente dominar a programação PHP, que é extremamente importante nesta atividade.

01 – Escolha uma linguagem e um framework

Essa é uma regra de ouro de quem investe em um negócio ou carreira: procure dominar um nicho no melhor tempo possível.

Dominar todas as linguagens e frameworks ao mesmo tempo não é eficiente para ter tempo de atendimento em nenhuma delas, e vai demandar mais tempo que pode ser investido em uma escolha focada.

O ideal é escolher uma linguagem (entre PHP, Ruby etc) e um framework.

02 – Adquira conhecimento em Estrutura de Dados e Algoritmo

Sim, é um assunto longo e grande, mas fundamental.

Avalie suas habilidades com estrutura de dados e algoritmos. Não precisa ser um especialista, mas é importante dominar grandes porções de informações a respeito desses itens. Isto será fundamental e estratégico.

03 – Desenvolve/participe de pequenos projetos

Em tecnologia é mandatório pensar: aprende-se fazendo.

Não é produtivo estudar demais e esperar por aquele projeto desafiador, que muitas vezes é sobre o tamanho ou relevância. Todos são desafiadores, principalmente os mais simples para quem está começando. Projetos ideais para começar são:

04 – Construa algo

O que desenvolvemos de nossas próprias ideias tem um grande e especial valor.

Você pode trabalhar sobre um produto ou ideia que você já tem ou clonar algum ótimo projeto de startup disponível no mercado. Certamente será um belo exercício.

 

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email