Quer trabalhar online? Descubra como abrir um negócio virtual.

Trabalhar em casa, sentada em seu próprio sofá, é o desejo de muitos nos tempos de hoje. A praticidade e a facilidade que o mundo digital trouxe, permitiu a flexibilidade do trabalho, podendo trabalhar em seu negócio virtual de qualquer lugar, sem precisar de um ponto fixo.

Essa nova forma de construir um negócio está se tornando cada vez mais tendência de mercado, deixando também algumas profissões para trás, como quem trabalha com vendas ou consultoria.

Antes de tudo, é importante saber que as responsabilidades e comprometimento entre um negócio virtual ou físico não são diferentes. Todos sabem que o dono do negócio é o que mais trabalha para fazer. Por isso, saiba que, principalmente no começo, você terá de focar toda a sua energia para fazer seu projeto decolar.

Para quem planeja começar a trabalhar em casa, reunimos aqui algumas dicas que podem servir de pilar para o seu novo negócio. Descubra como trabalhar online e abrir um negócio virtual.

Planejamento é tudo

Não há como começar um negócio virtual sem antes fazer um bom planejamento. No começo, dedique seu tempo para detalhar cada passo que você pretende dar.

Faça levantamento da oferta e da procura do nicho que pretende trabalhar, espie seus concorrentes, procure entender como o seu produto ou serviço é pesquisado na internet, quais são as principais “dores” do seu público alvo que os fazem ir até você.

É muito importante nesse começo, buscar entender como o seu mercado funciona para você saber como atuar não sendo mais do mesmo, e sim tendo um diferencial para entregar.

Produção de conteúdo

Todo mundo que navega pela internet está em busca de informações que possam agregar algo que seja relevante. Antes de uma pessoa de fato concretizar uma compra, ela vai primeiramente vai pesquisar muuuuito a respeito daquilo que busca.

Para o seu negócio dar certo você deve se preocupar em produzir conteúdos capazes de sanar as dúvidas do seu público alvo e solucionar seus problemas. Um ótima opção nesse caso é contratar um redator para elaborar alguns artigos para o seu site.

Esse profissional saberá redigir de forma estratégica, atendendo aos requisitos necessários para aparecer nas buscas do Google e tornar o texto atrativo.

Escolha as redes sociais certas

Fazer-se presente por meio das redes sociais também é primordial. Através delas, você conquista e interage com o seu público, sendo um ótimo canal de SAC.

Mas você deve saber onde atuar e em qual atuar. Se seus negócios são B2B, por exemplo, é muito mais interessante você divulgar seus negócios no LinkedIn do que no Facebook. Por isso é importante atentar-se a esses detalhes.

Saiba fazer as parcerias certas

Parcerias para seu negócio não são apenas algo para o comércio físico, no meio digital você também busca parcerias para tornar seu negócio virtual cada vez mais presente e fluente.

Pesquise por sites e blogs que abordam assuntos do seu nicho de mercado, buque saber o número de acessos, interação e engajamento que ele possui.

Dessa forma, vocês podem fazer parcerias para um citar o outro em seu domínio. Assim você ganha relevância e credibilidade nas buscas do Google.

O que achou dessas dicas? Agora é pôr a mão na massa e fazer o negócio acontecer. Não se esqueça de sempre testar diversas oportunidades. O mundo digital e flutuante, e fazer teste A B é fundamental para saber o que tem mais saída. Boa sorte!

 

Transpalete: você sabe o que é ou já usou um?

Confira a importância do equipamento e itens que devem ser considerados antes de comprar um

Se você pretende trabalhar com movimentação de cargas ou já trabalha com esse setor, saiba que o uso do transpalete é indispensável. Talvez não esteja reconhecendo o nome do aparelho pelo nome. É bastante conhecido também como paleteira, paleteira hidráulica ou carro hidráulico.

O transpalete facilita bastante o seu trabalho, pois poupa você do esforço manual e consegue mover objetos extremamente pesados com uma enorme facilidade. Ele funciona como uma espécie de empilhadeira manual e é usado normalmente em estoques. O equipamento não é para levantar objetos a uma grande altura, mas para transportá-los de um lado para o outro.

Qual a importância do transpalete?

O transpalete é importante na organização de uma empresa que precisa lidar com cargas em locais que não têm muita mobilidade. Ele é um aliado na hora de transportar grandes quantidades de peso de uma forma mais fácil, sem necessidade de grandes conhecimentos para manusear a máquina. Uma paleteira – como também é conhecido o equipamento – carrega peso ao nível do solo e o transporta de um lado para o outro, em espaços pequenos. É um aparelho ideal para trabalho em grandes estoques. Existem quatro tipos do produto:

  • Manual;
  • Hidráulico;
  • Elétrico;
  • INOX.

O transpalete também tem uma estrutura fácil de entender. Observe os componentes da máquina:

Garfo

É a estrutura de aço que sustenta os paletes e que, consequentemente, sustenta os produtos que levados de um lado a outro pelo transpalete.

Rodas

É um item de grande importância, pois a escolha incorreta pode acarretar em enormes prejuízos.

Timão

Ajuda muito na hora de manobrar em pequenos espaços, facilitando assim o transporte do transpalete. É conhecido popularmente como cabo de direção.

Itens que devem ser considerados antes de comprar um transpalete

Apesar de serem considerados equipamentos simples e de baixo custo, é preciso ter alguns cuidados quando for comprar um transpalete. Confira:

Capacidade de carga

Esse item é muito importante e deve ser o primeiro a ser levado em consideração. Os modelos de transpaletes variam de 2.000 kg a 3.000kg de capacidade máxima. Visto que o centro de carga deve ser respeitado, então, não é aconselhável transportar com peso muito na ponta das lanças ou mais concentrado de um lado do que de outro.

Largura dos garfos

Os palets de padrão PBR são considerados os mais comuns para transpaletes com largura de 680 mm. No entanto, é preciso ter muita atenção na hora de fazer o pedido, pois principalmente palets de importação têm largura menor, com 530 mm. É possível fabricar transpaletes com larguras especiais sob encomenda, mas os de linha convencionais são 530 ou 680 mm.

Tipo de roda

As rodas do transpalete devem ser ágeis e resistentes, para que exista uma mobilidade elevada em um espaço pequeno e porque elas irão suportar uma grande quantidade de peso. O material mais comum do qual elas são feitas é o nylon, podendo ser também revestida em PU (poliuretano). Confira os tipos disponíveis:

  • Nylon: para pisos mais irregulares e sem pintura (requerem menor cuidado);
  • Poliuretano: para pisos lisos, com pintura, cerâmica ou cimento queimado.

Tipo de rodagem

São dois os tipos de rodagem: simples ou tanden. Confira as diferenças:

  • Simples: utiliza uma roda em cada ponta da lança. Indicada para pisos mais regulares, sem subidas ou desníveis;
  • Tanden (dupla): utiliza duas rodas em cada ponta da lança. Indicada para pisos irregulares, com subidas e desníveis.

Acabamento de chassi

O de aço carbono com pintura em sintético é o acabamento mais tradicional, mas, para ambientes como frigorífico, produtos químicos ou qualquer ambiente que exija uma higiene extrema, são indicados chassis de aço inox ou com galvanização a fogo que tem garantia de 10 anos no acabamento.